Laboratório de Informática


Os Institutos FAT, FPPD e IEST contam com 05 (cinco) Laboratórios de Informática. Todos eles estão equipados, em média, com 25 computadores cada. Os laboratórios dispõem de um LINK direto com a EMBRATEL que permite o acesso a Internet de todas as estações de trabalho.

Seu horário de funcionamento vai das 16:00 às 21:50 horas de segunda à sexta-feira e das 9:00 às 12:00 horas no sábado. Para sua utilização, terão prioridade os professores com projetos de pesquisa e alunos engajados em programa de iniciação científica.

Estes laboratórios possuem uma infra-estrutura de comunicação pronta para atender às necessidades das atividades de ensino, pesquisa e extensão dos professores da IES, além de constituir-se em uma ampla biblioteca virtual.

REGULAMENTO DO LABORATÓRIO DE INFORMÁTICA
Art. 1º Os Laboratórios de Informática da FAT, FPPD e IEST destinam-se aos alunos e professores com prioridade de utilização aos alunos.

Art. 2º  As atividades desempenhadas no Laboratório devem ser restritas ao ambiente acadêmico, orientadas às disciplinas dos respectivos cursos.

Art. 3º O Laboratório poderá ser utilizado de forma individual, para pesquisa e elaboração de trabalhos, ou de forma coletiva, para aulas regulares.

Art. 4º  Ao início de cada ano letivo será elaborado um planejamento para o uso coletivo do Laboratório para cada disciplina, com salas e horários estipulados.
Parágrafo único.  Uma vez definida a programação, não é permitida a mudança ou troca de qualquer horário.

Art. 5º  Em aulas coletivas, é de responsabilidade do professor da disciplina orientar os trabalhos e zelar pela ordem e utilização dos equipamentos.

Art. 6º  O professor responsável deve solicitar os materiais necessários à condução de seus trabalhos à Coordenação do Laboratório de Informática, com antecedência.

Art. 7º  As aulas coletivas a serem ministradas no Laboratório devem ser preparadas com antecedência pelo professor, com a preocupação de verificar a compatibilidade dos equipamentos às necessidades previstas.

Art. 8º  Cabe ao professor responsável orientar a preparação e a utilização dos programas e equipamentos. A requisição de programas deve ser feita com antecedência ao Coordenador do Curso.

Art. 9º  Ao término dos trabalhos, o professor responsável deve solicitar aos alunos que recoloquem as cadeiras em seus devidos lugares, desliguem os equipamentos corretamente, retornando-os à posição de origem e cobrindo, e que também mantenham limpo o ambiente.

Art. 10.  A utilização de forma individual do Laboratório é permitida fora dos horários de aulas regulares, com a autorização da Coordenação do Laboratório de Informática.
Parágrafo único.  Para fazer uso dos equipamentos do Laboratório, o aluno deverá identificar-se à Coordenação com o respectivo crachá.

Art. 11.  Para a utilização dos equipamentos, os alunos deverão observar os procedimentos e recomendações afixados no Laboratório para a utilização e o manuseio dos equipamentos.

Art. 12.  Para a preservação do meio ambiente acadêmico necessário às atividades do Laboratório, é importante:
I - não fumar;
II - manter silêncio;
III - preservar a limpeza do ambiente;
IV - não escrever nas mesas;
V - não colocar os dedos ou as mãos sobre a tela nem objetos sobre o monitor;
VI - não comer ou beber no recinto;
VII - entrar e sair do Laboratório de forma tranqüila, sem arrastar os móveis;
VIII - utilizar as instalações e os equipamentos do Laboratório da forma recomendada pelos procedimentos da sala (em caso de dúvida, informar-se com os responsáveis);
IX - não levar equipamentos pessoais ou de terceiros ao Laboratório;
X - identificar-se sempre que solicitado; e
XI - observar o horário de funcionamento fixado.

Art. 13.  Ao fazer uso dos equipamentos, o aluno deve:
I - verificar se a máquina apresenta as condições necessárias para uso;
II - reportar qualquer problema ao responsável, caso constate alguma irregularidade; e
III - no caso da não observância do inciso anterior, a responsabilidade pela utilização passa a ser do próprio aluno.

Art. 14.  Ao fazer uso da  máquina, o aluno não deve:
I - utilizar o equipamento com o intuito de alterá-lo, mudá-lo de posição, retirar ou conectá-lo a qualquer outro equipamento; e
II - causar danos nos equipamentos.

Art. 15.  O uso de equipamentos, acessórios, softwares entre outros deve ser objeto de requisição pelo professor da disciplina à Coordenação do Laboratório de Informática.

Art. 16.  Para evitar problemas com vírus de computador, os disquetes deverão ser previamente testados e a sua utilização depende da autorização da Coordenação.

Art. 17.  Fica expressamente proibida a instalação de softwares e o acesso a salas de chats, sites pornográficos e jogos.

Art. 18.  Por questões legais referentes aos Direitos Autorais, não é permitida a gravação, reprodução ou a utilização de quaisquer programas sem a autorização ou permissão por escrito da Coordenação do Laboratório de Informática.
Parágrafo único.  As impressoras devem ser usadas de forma ordenada entre os alunos que se encontram no Laboratório. O papel para a impressão de trabalhos não-acadêmicos deve ser trazido pelo aluno. Não será permitida a impressão de trabalhos extensos como monografias, teses etc.

Art. 19.  O descumprimento de qualquer artigo deste regulamento será considerado falta grave, com responsabilidade administrativa, civil e criminal, se o caso assim o requerer.

Art. 20.  É de competência da Coordenação do Laboratório de Informática estabelecer as demais normas e procedimentos para o bom andamento dos trabalhos no Laboratório e se manifestar nos casos omissos do presente Regulamento.

Art. 21.  É expressamente proibido o uso do Laboratório por pessoas estranhas ao meio acadêmico da FAT, FPPD e IEST.

Todos os direitos reservados © 2002-2017 - Aespi - Associação de Ensino Superior do Piauí
Rua Governador Joca Pires, 1.000 - Bairro de Fátima - Tel.: (86) 3233-6666 - Fax: (86) 3233-6776
Rua Walfran Batista, 91 - Bairro São Cristóvão - Tel.: (86) 3232-2500 - Fax: (86) 3232-7676